Natação

Atualizado quarta-feira, 05/08/2015 |08:33

Com Etiene e Thiago, Brasil vai a todas semifinais do quarto dia de Kazan

Em manhã proveitosa para a seleção brasileira, país tem 100% de aproveitamento nas provas individuais


A quarta manhã de eliminatórias da natação no Mundial de esportes aquáticos de Kazan trouxe boas perspectivas de medalhas para o Brasil na competição. O país avançou para as semifinais de todas as provas individuais desta quarta-feira. Etiene Medeiros, Thiago Pereira, Henrique Rodrigues, Matheus Santana, Marcelo Chierighini e Joanna Maranhão voltam para a piscina do Estádio Kazan a partir das 11h30 (horário de Brasília) em busca de vagas nas finais de quinta-feira. Já o revezamento 4x100m medley misto – novidade na competição – terminou em nono e por uma posição perdeu a chance de brigar por medalha mais tarde.

O bom dia para o Brasil começou com a atual campeã mundial de piscina curta Etiene Medeiros começando bem a trajetória para tentar repetir o feito inédito para a natação feminina do país com o título mundial também na longa. A pernambucana fez o segundo tempo dos 50m costas, com 27s74, atrás apenas dos 27s66 da chinesa Yuanhul Fu.

– Essa prova foi muito boa. A primeira prova já foi, agora é concentrar para mais tarde. Vai ser bem forte. Chinesa, australiana, dinamarquesa, todo mundo aí com fome de medalha. Agora é encarar a semifinal como se fosse a final para se classificar bem – afirmou Etiene.

O SporTV transmite as semifinais e finais todos os dias, até 9 de agosto, sempre a partir das 11h30 (de Brasília). Os assinantes do canal também podem assistir pela internet, no SporTV Play, e o SporTV.com acompanha tudo em Tempo Real.

Nos 200m medley, o Brasil garantiu dois representantes nas semifinais. Henrique Rodrigues e Thiago Pereira estrearam bem na competição, com o 6º (1m58s95) e o 8º (1m58s18) tempos, respectivamente. O astro americano Ryan Lochte foi o mais veloz das eliminatórias, com a marca de 1m57s90.

– O objetivo era ter uma sensação boa para sonhar com a medalha. Ainda tem mais um passo a ser dado. O primeiro foi agora nas eliminatórias. Agora é descansar bem, voltar à tarde para essa semifinal, buscar a vaga na final e aí sim sonhar com a medalha – disse Thiago, que há duas semanas tornou-se o maior medalhista da história dos Jogos Pan-Americanos.

Marcelo Chierighini fica irritado com erro na largada, mas avança

A semifinal dos 100m livre masculino desta quarta também terá dois brasileiros. Matheus Santana e Marcelo Chierighini fizeram o 12º e o 15º tempos das eliminatórias. O chinês Zetao Ning, de apenas 18 anos, avançou em primeiro, com 48s11. Apesar da classificação, Marcelo saiu da piscina inconformado com o erro que cometeu na largada da prova.

– Eu errei muito feio na saída. Acho que nunca fiz isso na minha vida. Cai com o braço aberto. Estou surpreso que fiz 48s ainda. Eu caí muito atrás de todo mundo. Agora é melhorar para as semis. Dá para melhorar bastante. Esse erro foi bizarro. Eu ainda tenho muita margem para melhorar, mas esse erro não pode acontecer nunca. Não sei por que eu fiz isso – lamentou.

marcelo_chierighini

Nos 200m borboleta, Joanna Maranhão vibrou com a última vaga para as semifinais. A experiente nadadora pernambucana fez o 16º tempo: 2m09s77. A chinesa Yufel Zhang alcançou a melhor marca das quatro baterias, com 2m06s92.

– Fazer 2m9s de manhã é sempre bom. E eu fico mais feliz ainda quando não erro a minha prova. Eu comecei na minha frequência certa, a única coisa que errei foram as minhas duas últimas viradas. Fiquei na dúvida se dava outra braçada ou esticava.

Radio Princesa