VESTÍGIO

Atualizado quinta-feira, 30/07/2015 |22:40

Ossada é encontrada próximo à casa de suspeito de matar criança

A Polícia Civil encontrou nesta quinta-feira (30) uma ossada humana em Jenipabu, próximo à casa onde morava o caseiro Carlos Alexandre de Andrade, de 38 anos.


A Polícia Civil  encontrou nesta quinta-feira (30) uma ossada humana em Jenipabu, próximo à casa onde morava o caseiro Carlos Alexandre de Andrade, de 38 anos, que está preso suspeito de matar a menina Maria Eduarda, de 11 anos, no início deste mês. A polícia acredita que a ossada encontrada seja de Lindomara Soares da Silva, desaparecida em 2008. . Durante os depoimentos do caseiro no caso da morte da menina Maria Eduarda levantou-se a suspeita de envolvimento dele no desaparecimento de Lindomara. Carlos Alexandre era casado com a mãe de Lindomara na época do desaparecimento.  Lindomara, na época com 29 anos, foi vista pela última vez em março de 2008. Ela é filha de uma ex-mulher do caseiro, que foi ouvida pela Polícia Civil nesta semana sobre o caso Maria Eduarda.

O corpo de Maria Eduarda foi encontrado enterrado.

O corpo de Maria Eduarda foi encontrado enterrado.

Durante a tarde desta quarta-feira (29), policiais civis conduziram uma escavação ao lado da casa do suspeito e encontraram roupas de Lindomara. A ex-mulher e o caseiro viviam em uma casa próxima a de Lindomara e um dia antes do desaparecimento, a mulher teria passado o dia com a mãe e voltado à noite para cuidar do filho e nunca mais foi vista. O suspeito teria afirmado para a ex-mulher que Lindomara foi embora e deixou o filho. Desde então, a ex-mulher do caseiro passou a cuidar da criança. A família nunca chegou a fazer boletim de ocorrência, então esse caso nunca chegou ao conhecimento da polícia.

Fonte: G1/RN

Radio Princesa