Titãs

Atualizado segunda-feira, 11/07/2016 |13:54

Paulo Miklos deixa os Titãs para se dedicar a projetos pessoais

Beto Lee se junta aos integrantes originais Branco Mello, Sergio Britto e Tony Bellotto


Em comunicado divulgado na manhã desta segunda-feira, a banda Titãs confirmou a saída de mais um de seus integrantes: em decisão pessoal, Paulo Miklos deixa o grupo para se dedicar a projetos individuais. O guitarrista e apresentador de TV Beto Lee, filho de Rita Lee, se junta ao baterista Mário Fabre como músicos de apoio dos integrantes originais Branco Mello, Sérgio Britto e Tony Bellotto.

Pelo Facebook, Miklos anunciou que vai seguir como intérprete e compositor, além da carreira de ator. “34 anos são uma vida. Crescemos juntos, descobrimos o Brasil e o mundo. Criamos nossa marca e deixamos um legado precioso. Nossa ligação é mais do que familiar, uma vez que escolhemos trabalhar, conviver, apoiar e amar uns aos outros. Chegou a hora de alçar voo sozinho, mas levando comigo a escola e a família titânica na minha formação como artista e pessoa”, escreveu. “Tenho muita música e emoção para compartilhar com vocês”.

Criado em 1981, os Titãs, um dos mais relevantes grupos de rock do Brasil, tinham uma inusitada formação com nove integrantes, seis deles se revezando no posto de vocalista: Arnaldo Antunes, Branco Mello, Ciro Pessoa, Sérgio Britto, Nando Reis e Paulo Miklos. O baterista André Jung e os guitarristas Marcelo Fromer e Tony Bellotto completavam o time.

Ao longo da estrada, Ciro Pessoa, André Jung, Arnaldo Antunes, Marcelo Fromer, Nando Reis, Charles Gavin — que tinha substituído Jung — e, agora, Paulo Miklos se despediram.

“Branco Mello, Sérgio Britto e Tony Bellotto prosseguem como Titãs, com o apoio da gravadora Som Livre e de seu imenso público, honrando compromissos asssumidos e outros que venham a surgir, fazendo shows com as canções que imortalizaram o grupo e criando novas músicas e projetos”, diz o comunicado.

Em 2014, “Nheengatu”, 14º disco de estúdio dos Titãs, foi considerado um dos melhores álbuns daquele ano pelo GLOBO. A banda lançou uma versão ao vivo no ano passado.

No último sábado, os Titãs se apresentaram no Circo Voador pela turnê de “Nheengatu”, naquele que se torna agora o último show de Miklos pela banda.

JURADO DO ‘X FACTOR’ E CHET BAKER NO TEATRO

Paulo Miklos alegou que deseja se de dedicar a projetos pessoais ao deixar os Titãs. Na semana passada, ele foi confirmado como um dos jurados da versão brasileira do “X Factor”, que já tinha o produtor Rick Bonadio no time. O programa, transmitido pela Band, será apresentado por Fernanda Paes Leme, e tem estreia marcada para agosto.

Ao mesmo tempo, ele está em turnê com a peça “Chet Baker, apenas um sopro”, em que interpreta o famoso trompetista e cantor de jazz americano. Depois de temporada em São Paulo, a montagem estreia nesta quinta-feira no CCBB de Belo Horizonte, onde terá dez apresentações, entre 14 e 25 de julho.

Miklos aparece ainda no cinema, onde volta a interpretar o vilão Gonzales em “Carrosel 2 – O sumiço de Maria Joaquina”. O filme estreia na próxima quinta-feira.

Leia o comunicado oficial de Paulo Miklos:

“Queridos irmãos de banda, 34 anos são uma vida. Crescemos juntos, descobrimos o Brasil e o mundo. Criamos nossa marca e deixamos um legado precioso. Nossa ligação é mais do que familiar, uma vez que escolhemos trabalhar, conviver, apoiar e amar uns aos outros. Chegou a hora de alçar voo sozinho, mas levando comigo a escola e a família titânica na minha formação como artista e pessoa. Deixo mais que amigos na melhor banda de todos os tempos da música brasileira, que segue em frente. A todos que me acompanham dentro e fora dos Titãs, o meu eterno agradecimento. Uma carreira longa com tantas glórias também tem seus momentos de adversidade. E, nestas horas, o apoio incondicional dos fãs foi sempre fonte de energia vital para a superação. Agora, anuncio um novo caminho na música, como intérprete e compositor, assim como na minha carreira de ator. Tenho muita música e emoção para compartilhar com vocês”.