Assú

Atualizado segunda-feira, 04/09/2017 |17:53

Acusados de homicídio no Conjunto Irmã Lindalva são condenados

Carlinhos Marchante como era conhecido foi morto a pauladas na noite de 07 de maio de 2016


O Tribunal do Júri Popular esteve reunido extraordinariamente nesta segunda-feira, dia 04 de setembro em Assú. No plenário da Câmara Municipal foi realizado o julgamento do Processo 0102062-24.2016.8.20.0100 que versa sobre a morte de Francisco Carlos da Rocha.

Carlinhos Marchante (FOTO) como era conhecido foi morto a pauladas na noite de 07 de maio de 2016 no Conjunto Irmã Lindalva. O delegado de Polícia Civil de Assú, na época Marcelo Aranha concluiu que o crime foi motivado por vingança e conseguiu prender poucos dias depois do ato Mixael Gomes de Assis, Wanderson Guilherme da Costa e Micarla Ciarline Gomes de Assis, esposa de Mixael apontados como autores do crime. Segundo a autoridade policial a vítima teria no passado desferido uma facada no pai de Mixael e Wanderson (irmãos). No Tribunal do Júri Popular Wanderson Guilherme da Costa foi condenado a 13 anos e 06 meses por homicídio qualificado e em regime fechado. Micarla Ciarline Gomes de Assis, que teria auxiliado a dupla foi condenada a 12 anos por homicídio qualificado e em regime fechado, e Mixael Gomes de Assis foi condenado a 13 anos por homicídio qualificado e em regime fechado. A informação chegou à nossa redação através da secretaria da Vara Criminal de Assú.