Abastecimento

Atualizado quarta-feira, 29/06/2016 |09:36

Gestor de unidade regional da Caern em Assú fala de obra de construção de poços tubulares para atender cidades sob risco de colapso

Ele reafirmou que essa é a alternativa encontrada pela estatal a fim de garantir que a água continue chegando aos domicílios potiguares


A companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), está construindo poços tubulares com o objetivo de garantir a continuidade do suprimento hídrico às cidades da região que porventura sofram ameaça de colapso no abastecimento, caso o problema de escassez de água, do manancial proveniente da Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves, se acentue.

A Caren preocupada com a situação que se apresenta hoje a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, e com a incerteza quanto ao que possa vir pela frente está buscando encontrar alternativas para garantir o abastecimento da população. Aqui no município de Assú, a Caern vai perfurar alguns poços com esse objetivo assim como já está perfurando poços em Santa Maria que é um distrito de Afonso Bezerra na região Central. Lá já foram perfurados cinco poços para alimentar o sistema adutor que abastece Alto do Rodrigues, Pendências, Macau indo até Guamaré. Também será construído um sistema que alimente a Adutora Sertão Central Cabugi que abastece a população a partir de Angicos chegando a nove cidades”, revelou Antonio de Pádua.

Ele reafirmou que essa é a alternativa encontrada pela estatal a fim de garantir que a água continue chegando aos domicílios potiguares.

Sobre Porto do Mangue o dirigente da Caern salientou que para o município existe um projeto que está sendo desenvolvido para assegurar a continuidade do abastecimento, porém não entrou em detalhes. Já para Carnaubais a saída é também a perfuração de poços. O intuito segundo o dirigente de todos os investimentos feitos pela Caern é garantir que a água não falte na casa do consumidor.