Dentro do previsto

Atualizado segunda-feira, 01/02/2016 |14:38

Chuvas de janeiro atingiram a marca de 200 milímetros em Assú segundo dados do DNOCS

As chuvas caídas no primeiro mês do ano também foram registradas na região do Seridó e contribuíram para a elevação do nível de água na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves localizada no Vale do Açu, o maior reservatório artificial do Rio Grande do Norte


O índice pluviométrico registrado no mês de janeiro em Assú pelo pluviômetro localizado na sede do escritório regional do Departamento de Obras Contra as Secas (DNOCS) foi de 200 milímetros. A informação foi divulgada pelo engenheiro Rafael Mendonça de Souza na manhã desta segunda-feira, dia 1º de fevereiro. Ainda de acordo com Rafael Mendonça a previsão do instituto Climatempo é de mais chuva para o decorrer da semana e é possível que nos próximos três meses o índice pluviométrico se mantenha no mesmo diapasão. As chuvas caídas no primeiro mês do ano também foram registradas na região do Seridó e contribuíram para a elevação do nível de água na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves localizada no Vale do Açu, o maior reservatório artificial do Rio Grande do Norte.

Nesse mês de janeiro tivemos um aumento na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves de 12 centímetros e isso representa uma elevação da ordem de 6 milhões de metros cúbicos, ou 0,28%. Não é um aumento expressivo, mas tivemos o acumulado de chuva de 200 milímetros no mês de janeiro o que é animador pois vivemos no semiárido onde a previsão é de 600 milímetros e já chegou a um terço do que é previsto para chover. Ou seja, está dentro da previsão de normal a abaixo do normal. Atualmente a situação da barragem é crítica. A reserva hídrica é de 20,40% estando o reservatório na cota 38,85m o que significa um volume de 489 milhões 547 mil metros cúbicos”, disse o representante do DNOCS.

Rafael Mendonça de Souza também falou acerca da situação de momento do açude público de Mendubim.

O açude de Mendubim teve um aumento de 1%, o volume atual é de 14,53% estando na cota 35,82m. O volume atual é de 11 milhões 96 mil 884 metros cúbicos. Em janeiro o aumento foi de 29 pontos percentuais”, salientou.

Sobre os açudes Itans em Caicó e Gargalheiras em Acari na região seridoense a informação de Rafael Mendonça é que estes só aumentaram o seu índice de armazenamento em 1 ou 2% o que ainda não é uma elevação significativa.