Atualizado segunda-feira, 09/11/2015 |09:23

Lixão do Assú volta a entrar em combustão

Lixão


Repórter Juliano Lima

Moradores de vários pontos da cidade do Assú voltam a reclamar da fumaça tóxica gerada pela combustão de gases do “lixão do Assú”. O fogo teve início neste último domingo, 8.
Nas redes sociais foi registrado uma grande quantidade postagens relatando a situação desagradável vivida por vários moradores das proximidades do lixão e de bairros distantes que também foram atingidos pela fumaça tóxica. “Aqui na minha casa ta insuportável. Meu Deus quando esse inferno vai acabar!?”, relatou uma moradora via WhatsApp.
De acordo a informações, equipes da prefeitura com ajuda de carros-pipa se revezam na tentativa de conter a combustão do lixão do Assú.
Aterro sanitário
Na edição do Diário Oficial do Município do Assú, DOM, do dia 15 de setembro último, foi publicado Decreto de número 233, de 04 de setembro de 2015, declarando de utilidade pública para fins de desapropriação, uma faixa de terra localizado na região de Maniçoba, também conhecido como “Três Bocas” na zona rural do município do Assú. Esta área será utilizada para a implantação do aterro sanitário em valas. A indenização do referido terreno será consignado à conta dos recursos previstos no Orçamento do Município em execução.

Juliano Lima

Jornalista trabalhou vários meios de comunicação no Brasil e hoje é repórter da Rádio Princesa do Vale e editor do Jornal da Manhã.
http://www.radioprincesadovale.com