Atualizado sexta-feira, 23/10/2015 |14:10

Projeto experimental garante revitalização do ecossistema em áreas de assentamento do Vale do Açu

mEIO AMBIENTE


O projeto Vale Sustentável está realizando, a partir dos resultados alcançados no projeto piloto executado no assentamento Prof. Maurício de Oliveira, em Assú, a continuidade da ação nos demais assentamentos rurais beneficiados com o enriquecimento da cobertura florestal na região do Vale do Açu. Ao todo são 25 hectares, sendo 5 em cada área, que estão recebendo o replantio de mudas nativas do Bioma Caatinga com o uso da tecnologia do hidrogel que nesse período de estiagem consegue garantir a umidade do solo para a sobrevivência das mudas. Nesse processo está incluído também o serviço de amarradio, aplicação da cobertura morta com folhas de Carnaúba e a irrigação suplementar realizada em média de cada 21 dias. De acordo com o coordenador geral do Projeto e Engenheiro Agrônomo, Auricélio Costa, o projeto está finalizando o processo de replantio de mudas nativas de forma sustentável. “Com esse período de estiagem na região e a necessidade de se ter um consumo consciente de água, principalmente quando se trata de manejo, o Vale Sustentável definiu fazer o uso da tecnologia do hidrogel com o objetivo de cumprir o seu papel com um projeto de sustentabilidade para a região do Vale do Açu. E essa tecnologia nos tem permitido fazer o uso racional de irrigação suplementar contribuindo para o cumprimento das nossas metas nesse projeto social”, afirmou o coordenador geral Auricélio. O projeto piloto com o hidrogel está sendo realizado por equipes de trabalho formadas pelos agricultores familiares nos assentamentos rurais Prof. Maurício de Oliveira, Novo Pingos, Irmã Dorothy e Rosa Luxemburgo e em Margarida Alves II. Com atuação na área de recuperação ambiental de 130 hectares de áreas degradadas das reservas legais de 12 assentamentos rurais, na região do Vale do Açu, o projeto Vale Sustentável é patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental e executado pela Associação Norte-Rio-Grandense de Engenheiros Agrônomos – ANEA.
Fonte: Assessoria de Imprensa do Projeto Vale Sustentável.