Atentado a Hickmann

Atualizado quarta-feira, 25/05/2016 |14:06

Cunhada de Ana Hickmann será transferida para hospital de São Paulo

Segundo comunicado enviado por assessoria, a transferência de Giovana Oliveira será feira em UTI Móvel.


Giovana Oliveira, cunhada de Ana Hickmann, será transferida do Hospital Biocor, em Belo Horizonte, para o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, nesta quarta-feira, 25.

De acordo com um comunicado enviado pela assessoria da apresentadora, a transferência será feita por uma UTI móvel aérea.

Ainda de acordo com o comunicado, Giovana está tendo uma boa evolução em seu quadro e continua estável.

Giovana foi atingida por dois tiros durante o atendado sofrido por Ana Hickmann neste sábado, 21, quando Rodrigo Augusto de Pádua, de 30 anos, entrou armado no quarto do hotel em que estava hospedada em Belo Horizonte.

giovana_oliveira_1

No boletim médico enviado pelo Biocor nesta terça-feira, 24, o médico informava que Giovana se recuperava bem e seguia na CTI. “Ela está acordada, consciente, com circulação eficaz na perna afetada pela lesao e cirurgia abdominal com boa recuperação”, informava o comunicado.

Entenda o caso
Ana Hickmann estava em em seu quarto, no nono andar do hotel Caesar Business, em Belo Horizonte, por volta de 14h de sábado, 21, quando seu cunhado Gustavo foi abordado por Rodrigo Augusto de Pádua, 30 anos, que estava armado e o obrigou a levá-lo até o quarto da apresentadora.

Ana foi ofendida e ameaçada pelo infrator no quarto do hotel, e juntamente com Gustavo e a mulher dele, Giovana Oliveira, que também é assessora de Ana, foi obrigada a ficar de costas. Quando Gustavo reagiu e entrou em luta corporal com o bandido, ele fez dois disparos que atingiram Giovana no braço e no abdômen. Na briga, Gustavo conseguiu desarmá-lo e disparar três tiros contra ele, que morreu no mesmo momento.

Rodrigo tinha perfil dedicado a Ana Hickmann
Nas redes sociais, Rodrigo tinha um perfil dedicado a Ana Hickmann onde escrevia declarações de amor e falava sobre não ser correspondido por ela. “Ana Hickmann, meu amor, eu estou muito triste porque você gostar de me ver assim e ainda brinca com isso? Eu quero seu carinho, seu amor, não quero ser magoado! Eu te dou tanto amor, sou tão bom pra você e os meus dias estão desse jeito. Não estou dormindo direito, meus dias estão uma merda e a minha saúde indo pra casa do. Obrigado mesmo”, escreveu ele em um dos posts.

Tendência é de arquivamento
O delegado Flávio Grossi, do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa da Polícia Civil (DIHPP), contou que dará início à investigação do atentado à apresentadora Ana Hickmann. “Agora vamos começar os trabalhos mais diretos de investigação e até o fim da tarde teremos uma atualização”, explicou.

De acordo com o delegado, Giovana Oliveira, ferida durante o atentado, foi ouvida informalmente no hospital neste domingo. “Estamos esperando ela melhorar para poder dar um depoimento formal. Ela foi entrevistada pelos meus investigadores, mas o depoimento será preferencialmente quando ela tiver alta”.

Grossi esclareceu que dentro de 30 dias irá apresentar os autos ao promotor, mas que acredita que o caso será encerrado. “Vai caber ao promotor, mas acredito que como tudo indica que vai ser reconhecida a legítima defesa, é muito provável que o processo não prossiga. A tendência é de arquivamento”.

 

FONTE: EGO